Sites Grátis no Comunidades.net

IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR JARDINÓPOLIS







Total de visitas: 34350
Ação Social













Ajudem uma família desempregada, pobre, a por o alimento em sua mesa, Jesus lhe compensará. Entregue os seus donativos nos cultos, na Igreja.



A IGREJA FORA DOS SEUS PORTÕES

"Deus nos colocou como Igreja em muitas partes do mundo e em muitos cenários (contextos) da sociedade. Ao fazer isto, torna-se claro que é vontade dEle, que influenciemos e modifiquemos o contexto no qual estamos inseridos.(...) "

CONCEITOS SOBRE O SOCIAL - Assistência Social, Serviço Social e Ação Social.

Nos meados do século XIX, a escravatura era praticada ampla e livremente. Naqueles dias, ela era apoiada pela sociedade, amparada pelo Estado e justificada teologicamente pela Igreja Católica, que tinha como prática abençoar os navios negreiros, com o intuito de propiciar uma boa "caçada". Ante à esta realidade, se esse fosse nosso tempo, algumas atitudes poderiam ser tomadas por nós, os cristãos.

A primeira seria estimular uns aos outros ou nos organizar, como sociedade, com o intuito de proporcionar pão, água e tratamento para as feridas dos escravos açoitados que pendiam no pelourinho. Mesmo sendo uma atitude nobre, meritória, oportuna, seria insatisfatória. Isto tipifica o que é denominada assistência social.

A segunda atitude, como reflexo da primeira, é o serviço social. Seria realizado por um grupo de cristãos mais sensíveis e de visão ampliada. Mobilizados, eles coletariam recursos financeiros com o propósito de comprar a liberdade dos escravos, proporcionando-lhes um emprego e educando-os para uma vida em sociedade, para que nunca mais fosse necessário ter suas feridas prensadas no pelourinho. Esta não alcançaria a todos, pois, o dinheiro para o resgate seria insuficiente e geraria um outro tipo de mercado: o de resgate de escravos.

A assistência social e o serviço social não trariam a solução final para o problema da escravatura, pois, sempre haveria escravos açoitados no pelourinho, para serem tratados ou resgatados através de recursos financeiros. O correto seria a abolição, a qual visaria eliminar a causa e trazer soluções definitivas. O espírito e o sentido de ação social é este, impor saídas capazes de eliminar os problemas sociais confrontados.

Deus nos colocou como Igreja em muitas partes do mundo e em muitos cenários (contextos) da sociedade. Ao fazer isto, torna-se claro que é vontade dEle, que influenciemos e modifiquemos o contexto no qual estamos inseridos. Temos uma responsabilidade significativa, no sentido de contribuir para equacionar os problemas sociais, que afetam os cidadãos.

Hoje, é necessário que a Igreja se envolva de forma expressiva, para atender os muitos problemas que estão em suas portas. Muitas delas, no sentido de organização, estão em favelas, áreas invadidas em avenidas importantes da cidade, onde mendigos e famílias inteiras dormem sob viadutos ou marquises. Seus próprios membros passam por privações e fome, sem falar na questão da educação e moradia. Estamos conscientizados de que o desafios são enormes. Ressalto, apenas, que o Senhor Jesus nunca pede a nós algo que não podemos fazer. Vale lembrar que o juízo sobre os bodes e as ovelhas, em Mateus 25, tem como base o pouco, não o muito. É um simples copo de água, uma refeição, uma vestimenta, uma hospedagem, uma visita. Nada de sobrenatural.

Temos de Romper com a nossa herança medieval, a qual nos colocou em castelos (templos) e nos fez esquecer, que, para chegar ao castelo (templo), é necessário passar perto dos mendigos que ficam à porta esmolando. É preciso ir a todas as camadas da sociedade, com o intuito de dar Assistência, oferecer um Serviço ou, de forma mais ousada, propor uma Ação Social.

Assistência Social




Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net